Posts tagged ##storytelling

8 características das estórias de marca motivadoras

O que faz uma estória de marca ser atraente para os clientes e eficaz para motivá-los a comprar? Destacamos oito características fundamentais para uma estória de marca motivadora.

brand_holistikblog.jpg

1 . Ser relevante
Estórias de marca que não são significativas para as pessoas não terão impacto algum. Assim, as empresas devem se certificar do que é realmente importante para seus clientes – através de pesquisa de mercado tradicional, usando análises, ou monitorar a conversações nas mídias sociais e construir sua estória em torno do que os clientes estão pensando. Muitas vezes, isso pode significar a criação de diferentes versões da mesma estória, cada uma adaptada a uma determinada necessidade, preocupação ou área de interesse.

2 . Ser crível
As pessoas adoram as estórias que saem dos filmes de Hollywood, mas quando se trata de narrativas corporativas não é bem assim.  Quando consideram a compra de um produto ou serviço, ainda que sutilmente, as pessoas querem objetividade. Geralmente não gostam de testar novos fornecedores de produtos ou serviços, e exigem uma prova de que o que estão comprando realmente "funciona".

3 . Ser convincente
Se uma estória de marca não consegue agarrar o público-alvo e prender sua atenção, não vale a pena ser contada ou não está sendo contada do jeito certo. O que torna uma estória convincente é geralmente uma combinação de fatores - Objeto, palavras, imagens , sons e outros, todos trabalhando juntos para criar uma experiência na mente dos leitores, telespectadores ou ouvintes.

4 . Ser persuasiva
Grandes estórias não servem simplesmente para manter as pessoas interessadas. Elas também motivam-nas a fazer algo - e geralmente isso significa a compra de algo delas. Persuasão não é o único fator a ser considerado. As imagens e palavras desempenham também um papel importante para criar conexões emocionais e intelectuais com os clientes, e então movê-los para a ação.

5 . Ser oportuna
Ao contrário dos clássicos da literatura e do cinema, que as pessoas podem ler ou assistir em qualquer momento ou local, estórias em um contexto de marketing devem estar alinhadas com a necessidade das pessoas dentro de um ciclo de compra. Isso significa que os consumidores potenciais devem ser impactados quando estão considerando uma compra, no contexto em que estão determinados a comprar, e com as informações que eles precisam para ajudá-los a tomar uma decisão de compra.

6 . Ser compreensível
A estória da marca pode conter uma mensagem com real potencial de inspirar e engajar prospects e clientes, porém nunca haverá um vínculo real e duradouro se o público-alvo tiver dificuldade em decifrar o que a empresa está realmente tentando passar. Independentemente do meio, a estória da marca tem de se desdobrar de uma forma lógica, auxiliando o público a "ligar os pontos" e seguir a narrativa.

7 . Ser informativa
As narrativas corporativas mais eficazes são aquelas que educam e informam, e que fornecem insights de valor para a vida das pessoas. Tais estórias transmitem um tom de autoridade ou credibilidade, muitas vezes através de pesquisa, que beneficia as empresas autoras. Ao contar ao público algo que este não sabe (mas deveria), estas estórias posicionam a empresa como um lugar onde a audiência pode pedir auxílio para enfrentar um desafio pessoal, profissional ou de negócios.

8 . Ser autêntica
Pessoas em geral, sejam compradores comerciais ou consumidores, odeiam ser enganadas. Elas evitam empresas que acham hipócritas ou mentirosas. Assim, se as empresas querem que suas estórias de marca tenham um impacto positivo em sua audiência, elas devem se esforçar para garantir que estas estórias sejam verdadeiras e, mais importante, sejam fiéis à essência da empresa.

A questão é, se uma empresa quer causar impacto, ou seja, atrair a atenção dos clientes e prospects e estimulá-los para a ação; deve contar uma grande estória de marca. Todo o resto é só buzz e ruído, que desencoraja as pessoas a querer saber mais sobre a empresa e suas ofertas e, em última análise, torna-se até um obstáculo indesejado no processo de compra.

Gostou do tema desta postagem?
Comente aqui em baixo ou envie uma sugestão de assunto para as próximas postagens. A Holistik Brands valoriza muito a sua opinião. Obrigado!

Posted on December 11, 2013 and filed under artigos.

As mil faces de Joseph Campbell e seu legado para o Storytelling

JosephCampbell.jpg

Para quem ainda não conhece, Joseph Campbell foi o mais importante estudioso da mitologia mundial, e fez pesquisas em diversas áreas como psicologia, psicanálise, filosofia e teologia.

Infelizmente seu projeto mais abrangente, o Atlas da Mitologia Mundial não foi concluído por ele em vida, mas a sua obra e seu legado foram primordiais para o estudo das narrativas clássicas, e do planejamento e estruturação de roteiros.

Encontramos esta série inédita de vídeo-reportagens da BBC feitas com o autor de O Herói de Mil Faces, já nos últimos anos de sua vida, onde foram abordados temas como religião, jornada do herói, mitologia e simbolismo. São mais de 5 horas de conteúdo, Enjoy!

1. A Saga do Herói
Muito antes dos cavaleiros medievais se encarregarem de matar dragões, os contos de aventuras heróicas já faziam parte de todas as culturas mundiais. Campbell nos desafia a ver a presença de uma jornada heróica em nossas vidas.

2. A Mensagem do Mito
Campbell compara a história da criação de Gênesis com as histórias de criação no mundo. Por causa das constantes mudanças mundiais, a religião deve ser transformada e novas mitologias devem ser criadas. Hoje em dia, as pessoas se apegam a mitos que não lhes têm serventia alguma.

3. Os Primeiros contadores de Histórias
Campbell discute a importância de aceitar a morte como um renascimento, como no mito do búfalo e a história de Cristo, o ritual de passagem nas sociedades primitivas, o papel dos Xamãs místicos, e o declínio do ritual na sociedade atual. 

4. Sacrifício e Felicidade
Campbell discute o papel do sacrifício no mito, que simboliza a necessidade do renascimento. Ele enfatiza a necessidade de cada um encontrar o seu lugar sagrado neste mundo tecnológico e acelerado.

5. O amor e a Deusa
Campbell fala sobre o amor romântico, começando pelos trovadores do século 12. Ele questiona a imagem da mulher, como deusa, virgem, a Mãe Terra.

6. Máscara da Eternidade
Campbell proporciona visões interessantes sobre os conceitos de Deus, religião e eternidade, como foram revelados nos ensinamentos cristãos e nas crenças dos budistas, dos índios Navajo, Schopenhauer, Jung e outros.

Saiba mais sobre o autor.

Gostou do tema desta postagem?
Comente aqui em baixo ou envie uma sugestão de assunto para as próximas postagens. A Holistik Brands valoriza muito a sua opinião. Obrigado!

Posted on November 25, 2013 and filed under Vídeos.